Quantidade de Páginas visitadas



Até meados de 1958, Guaíra possuía, como recurso de aprendizagem escolar, a Escola Mendes Gonçalves onde funcionava o ensino das quatro séries iniciais.

Os estudantes adolescentes, ao concluírem essa fase, procuravam os centros maiores para dar continuidade aos estudos. Isto acarretava problemas de difícil solução pela distância e custos, fez-se necessário a complementação dos estudos aqui mesmo em Guaíra.

Esta necessidade de dar continuidade aos estudos dentro do município, um grupo de pessoas lideradas pela professora Lucila Martins Portelinha, fizeram um levantamento do número de interessados junto à população e, de posse deste documento conseguiram criar em Guaíra a Escola Normal Regional Presidente Roosevelt em 1959, para aperfeiçoar o nível cultural da juventude desta região.

A finalidade desta escola era profissionalizar na área do Magistério, suprindo assim a falta de professores habilitados na zona rural.

A grande maioria de agricultores, principalmente de descendência japonesa exigiram uma formação de grau ginasial para seus filhos e em 1963, passou a chamar-se Escola Normal de Grau Ginasial Presidente Roosevelt, deixando de ser escola profissionalizante.

Em 1967, pelo decreto lei nº 8.099/67, passou a denominar-se Ginásio Estadual Presidente Roosevelt.

Até a construção de prédio próprio, a escola funcionou os primeiros sete anos na Escola Mendes Gonçalves, transferindo-se em 1967 para o antigo prédio do Colégio Nossa Senhora do Carmo. Em 1972, passou a funcionar no prédio do Colégio Getúlio Vargas CNEC.

Em 1976, passa a funcionar em prédio próprio, situado na Rua Mato Grosso, 111.

Pelo parecer 041/78, de 01/02/78 do CEE é aprovado o plano de implantação da reforma de ensino da Lei 5692/71, nas habilitações de Básico em Agropecuária, Básico em Construção Civil, Plena em Magistério e Plena em Economia Doméstica com a de Colégio Estadual Presidente Roosevelt – Ensino de Primeiro e Segundo Graus.

Com a nova legislação da Lei de Diretrizes e Bases Nacionais da Educação, Lei nº 9394/96 e Resolução Estadual nº 3.120/98 da SEED, que reformula as normas relativas à nomenclatura, o estabelecimento passa a denominar-se Colégio Estadual Presidente Roosevelt – Ensino Fundamental e Médio, quando deixou de ofertar o curso profissionalizante do Magistério.

Desde 1995, o estabelecimento passou a ofertar o curso de Língua Japonesa e Língua Espanhola, através do CELEM, para os alunos em período contrário aos de suas atividades escolares. O curso de Língua espanhola foi ofertado até o ano de 2003.

Em 1998, foi levantado as paredes laterais da quadra já coberta, transformando-se em um mini ginásio, com arquibancadas laterais e instalação de iluminação adequada. Também neste ano, o colégio passou por uma reforma geral dos pisos, pintura e algumas adequações internas para a melhoria da estrutura física, iniciou-se também a construção do Laboratório de Informática e Biblioteca, inaugurados em 1999.

O estabelecimento conta hoje com um Laboratório de Informática do PROEM / PROINFO, conectados à internet.

No ano de 2005, foi implantado o Curso Normal, para formação de professores da Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental, a partir de 2006, através da Res. 167/06 – DOE de 10/02/06, o estabelecimento passou a chamar-se Colégio Estadual Presidente Roosevelt – Ensino Fundamental, Médio e Normal.

Atualmente a escola funciona em três períodos, contando com 1200 alunos distribuídos em 39 turmas.








Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito